Mais Beiras Informação

Diretor: Paulo Menano

Atelier de Arqueologia Experimental no Município do Sabugal

Monumentos com 3 mil são reproduzidos com técnicas e utensílios milenares

Uma equipa de investigadores do Departamento de Arqueologia da Universidade de Friburgo (Alemanha), em parceria com a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, escolheu o Município do Sabugal como o local para desenvolver um projeto de Arqueologia Experimental, focado no estudo dos processos de fabrico das primitivas estelas da Idade do Bronze Final – um dos achados mais enigmáticos dos finais da Pré-história do Ocidente Peninsular.

Estes monumentos representam armas (espadas, lanças, escudos, elmos) e outros objetos de prestígio em bronze (fíbulas e espelhos), gravados nessas pedras, usados pelos chefes destas comunidades, sendo por isso denominadas de estelas de guerreiro, ostensivamente colocadas ao alto, no exterior dos povoados.

O Sabugal é um dos municípios de Portugal com maior número de exemplares deste tipo. Por isso mesmo, desde a primeira hora, a Autarquia concedeu os meios essenciais para a concretização do projeto, conduzido por investigadores de vários quadrantes científicos, que instalaram uma oficina atelier no pátio da antiga escola primária da aldeia do Baraçal, onde se encontram expostos dois belos exemplares destas estelas, e cuja Junta de Freguesia recebeu de braços abertos esta iniciativa.

Ao longo destas três semanas fez-se a experimentação prática do fabrico de réplicas destes monumentos pétreos, utilizando as mesmas técnicas primitivas de gravação por percussão e incisão dos elementos simbólicos representados nessas estelas sabugalenses, repetindo gestos ancestrais, com recurso a cinzéis de bronze, martelos e escopros líticos, feitos pelos mesmos processos de fabrico artesanal arcaico.

Em simultâneo está a ser realizado um curto documentário que ilustra todo o processo de reprodução destas réplicas, que ficará disponível em breve na página do Município.