Mais Beiras Informação

Diretor: Paulo Menano

Presidente da Câmara da Guarda “muito satisfeito” com adjudicação da obra do ‘pavilhão 5’ do hospital

O presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa (Movimento Pela Guarda), mostrou-se esta segunda-feira “muito satisfeito” pela adjudicação da empreitada de requalificação do edifício 5 do hospital local para instalação do Departamento da Criança e da Mulher.

A empreitada de requalificação do edifício 5 do Hospital Sousa Martins (HSM) para instalação do Departamento da Criança e da Mulher foi adjudicada pelo valor de 7,8 milhões de euros, anunciou, na sexta-feira, a Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda.

A ULS adiantou em comunicado que a obra no edifício do ‘pavilhão 5’ do HSM (onde funcionou o Serviço de Urgência daquela unidade até à abertura do novo bloco, em 2014), foi adjudicada “com um valor de 7 milhões, 877 mil de euros, acrescido de IVA”.

“As obras de requalificação devem começar em breve e prevê-se que estejam concluídas no verão de 2023”, acrescentava a nota.

Segundo a fonte, a requalificação do edifício hospitalar para instalação do Departamento da Criança e da Mulher (DCM), com os serviços de Pediatria, Obstetrícia, Urgência Pediátrica e Obstétrica, Neonatologia e Ginecologia, “tem sido um dos objetivos prioritários do atual Conselho de Administração da ULS da Guarda”.

“Estou muito satisfeito, enquanto presidente da Câmara. Estou satisfeito com a adjudicação, porque vai permitir que na próxima semana as obras tenham início”, disse esta segunda-feira o líder da autarquia aos jornalistas, no final da reunião quinzenal do executivo.

Sérgio Costa espera que, “ato contínuo”, se comece a elaborar o projeto do ‘pavilhão 1, (conhecido por comboio), dos edifícios centrais, dos pavilhões António Lencastre e Rainha Dona Amélia, da Psiquiatria e do antigo Raio X (para Casa do Pessoal).

“Nós queremos que tudo isto possa ser encadeado. É claro que não se consegue fazer tudo ao mesmo tempo, nós percebemos isso, mas temos agora o PRR (Plano de Recuperação e Resiliência), que é uma alavanca muito importante para o desenvolvimento da área da saúde na nossa região, no nosso concelho, no nosso Parque da Saúde”, afirmou.

Disse que o município “estará sempre de braço dado” com a administração da ULS da Guarda e com o próximo Governo para que “isso seja uma concretização no âmbito do PRR” que termina em 2026.

Sérgio Costa lembrou, ainda, que no Pavilhão Rainha Dona Amélia a autarquia tem planeado instalar o futuro Centro de Investigação Nacional para o Envelhecimento e está disponível para assinar um protocolo com a ULS para “comparticipar a elaboração do projeto”.

Na reunião de hoje do executivo, Vítor Amaral, vereador do PSD e ex-vice-presidente da autarquia com o pelouro da cultura, perguntou qual é o ponto de situação da elaboração do Plano Estratégico Municipal da Cultura da Guarda, iniciado no mandato anterior, no âmbito do processo de candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura em 2027.

O presidente do município respondeu que o documento está a ser elaborado pela Universidade do Minho.

A equipa do projeto já apresentou uma versão preliminar do documento e o autarca espera que o possa finalizar num prazo “tão breve quanto possível”.

Fonte: Lusa