Mais Beiras Informação

Diretor: Paulo Menano

Escola Cidade de Castelo Branco entre os finalistas da edição de 2022 do Prémio Energy Up

Competição da Fundação Galp que distingue projetos escolares que promovam consumos energéticos eficientes e a mobilidade sustentável recebeu este ano mais de 50 candidaturas de todo o país.

Escolas da Póvoa de Varzim, Santo Tirso, Castelo Branco, Guimarães, Torres Vedras, Sintra, Paredes, Vila Nova de Famalicão, Amadora e Lisboa estão entre as finalistas.

Prémios vão ser entregues numa cerimónia agendada para dia 2 de junho, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa. “Grande Prémio” vale até 20 mil euros em painéis solares.

 

A Escola Cidade de Castelo Branco foi selecionada para a lista de 10 finalistas da edição de 2022 do Prémio Energy Up, a competição em que a Fundação Galp distingue, anualmente, os projetos escolares que promovam consumos energéticos mais eficientes e a mobilidade sustentável.

 

A escolha teve por base o projeto multidisciplinar “Escola + Amiga do Ambiente”, que foca o uso eficiente da energia, a sensibilização para a redução das deslocações em automóvel particular e, consequentemente, a redução do consumo energético e a melhoria da qualidade de vida da população.

 

O projeto, que está entre os finalistas da categoria de 2º e 3º ciclos do ensino básico, promove ainda o aproveitamento de um reservatório de gás para armazenamento de águas pluviais e a utilização de energia fotovoltaica para realização da bombagem da água para a rega dos jardins e da horta da escola. As ‘brigadas da energia’, que realizam várias ações de controlo e registo do uso eficiente da energia, são outro dos pontos que mereceu o reconhecimento do júri.

 

A cerimónia para o anúncio dos vencedores da edição de 2022 do prémio Energy Up – bem como a entrega dos prémios – está agendada para o Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, e contará também com a presença de escolas finalistas do ensino básico e secundário da Póvoa de Varzim, Santo Tirso, Guimarães, Torres Vedras, Sintra, Paredes, Vila Nova de Famalicão, Amadora e Lisboa, selecionadas para as três categorias a concurso: primeiro ciclo; segundo e terceiro ciclo; e ensino secundário ou profissional.

 

A escola vencedora do “Grande Prémio” terá direito à instalação de painéis solares da Galp Solar até um valor de 20 mil euros. Os outros prémios, distribuídos por nível de escolaridade, oscilam entre os 1.000 e os 250 euros para financiamento dos respetivos projetos, em tickets de educação para o agrupamento escolar.

 

As escolas finalistas foram escolhidas entre as mais de 50 candidaturas recebidas, provenientes de 13 distritos de Norte a Sul do país e ainda do arquipélago da Madeira.

 

Recorde-se que o “Grande Prémio” da edição de 2021 do Energy Up foi atribuído ao Agrupamento de Escolas da Gafanha da Nazaré. O projeto vencedor, com o nome SmartAir, teve como ideia central a sensibilização para a retoma do uso de bicicletas ou de veículos de tração elétrica. O desenvolvimento do conceito incluiu o diagnóstico às condições de mobilidade na cidade, a realização de campanhas de sensibilização e ações de lóbi para melhoria dos acessos para o uso de meios de locomoção não poluentes.

 

Desde 2010, a Fundação Galp chegou já com os seus projetos educativos a mais de 2 milhões de alunos e professores, em mais de 17 mil escolas, investindo na educação como base do sucesso para a construção de um futuro melhor. O Prémio Energy Up – desenvolvido em parceria com a Galp Solar, a Quercus, APA, ADENE, DGEG e DGE – foi atribuído pela primeira vez em 2021, no quadro do programa Future Up, que incentiva crianças e jovens, professores, voluntários e parceiros a terem um impacto positivo na sociedade, com novas ideias e soluções. Distingue projetos escolares inovadores, sustentáveis e inspiradores, em linha com o compromisso assumido pela Galp de acelerar os esforços para a transição energética e de mobilizar e capacitar as comunidades neste percurso.

 

Sobre a Fundação Galp

A Fundação Galp é uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, criada pelo Grupo Galp em 2009 e tem por missão servir a comunidade e o seu desenvolvimento sustentado. Para isso, é orientada por critérios de equidade, racionalidade e eficácia operacional na aplicação dos meios que o Grupo fundador coloca à sua disposição, procurando ser um agente ativo e, em simultâneo, próximo na ligação deste com a comunidade. Empenhada, desde o primeiro dia, no desenvolvimento de atividades de investimento social que promovam a sustentabilidade, através da educação, da proteção do ambiente, do uso sustentável de energia e da cultura, a Fundação Galp acredita que o conhecimento permitirá a convergência, o compromisso e a cooperação essenciais para que a sociedade, nas suas várias comunidades, alcance a sustentabilidade.

 

Sobre a Galp

A Galp é uma empresa de energia comprometida com o desenvolvimento de soluções eficientes e sustentáveis nas suas operações e nas ofertas integradas que disponibiliza aos seus clientes. Criamos soluções simples, flexíveis e competitivas para as necessidades energéticas ou de mobilidade tanto de grandes indústrias e pequenas e médias empresas, como do consumidor individual. A nossa oferta inclui várias formas de energia – da eletricidade produzida com fontes renováveis ao gás natural e aos combustíveis líquidos. Como produtor, atuamos na extração de petróleo e gás natural a partir de reservatórios situados quilómetros abaixo da superfície marítima e somos igualmente um dos principais produtores Ibéricos de energia elétrica de base solar. Contribuímos para o desenvolvimento económico dos 10 países em que operamos e para o progresso social das comunidades que nos acolhem. Somos, por isso, líderes do nosso setor nos principais índices mundiais de sustentabilidade. A Galp emprega diretamente 6.360 pessoas. Mais informações em www.galp.com